[Guia Metagaming] Lança Chamas Tank

  • announcement_ikariam_br_5f4e56608603ce0d2d51df55d7de0c14.png


    Guia MetaGaming - Lança Chamas Tank


    "Neste guia utilizaremos os termos: AVs (para fazer referência aos Aríetes a Vapor), LCs (para fazer referência aos Lança Chamas) e LFs (para fazer referência aos Lança Foguetes)"



    Introdução


    Muitos acreditam que os LCs são uma unidade marítima de iniciante, e que se tornam obsoletos quando os AVs são pesquisados, e isso é um grande erro. Aqui, será mostrado que entendendo como os combates no Ikariam funcionam, os LCs têm várias utilidades e são até mais forte que os AVs em muitas situações, da mesma forma que ocorre por terra, onde o Hoplita é mais forte que o Gigante a Vapor em situações semelhantes.


    Funcionamento


    Antes de mostrar como é feita, é preciso entender como o próprio jogo funciona em combate, o Ikariam tem uma característica específica que faz essa e muitas outras estratégias possíveis, que é o fato do dano extra dado por uma unidade ser perdido ao atacar e destruir uma unidade com menos vida que o dano da atacante, ou seja, quando um Aríete bater em 5 Lanceiros, somente 1 morrerá por round pelo dano do Aríete, mas se consultarmos a aba Ajuda é possível observar que o Lanceiro tem 13 de vida, enquanto o aríete causa 80 de dano, em outras palavras, o Aríete tem dano o suficiente para destruir os 5 lanceiros com 1 ataque, mas por causa desta característica isso não ocorre. Apesar de serem direcionados a linhas (Artilharia ataca linha de frente), os ataques ocorrem de forma individual (1 aríete ataca 1 lanceiro)


    Tendo isso em mente, é válido observar esse mesmo ataque (artilharia vs linha de frente) ocorre pelo mar quando os LFs atacam os AVs.


    Por ser um Meta Jogo, considerarei a situação máxima do combate, ou seja, LFs, LCs e AVs com melhorias na oficina e com Forja de Hefesto nível 5 ativa, pois mostra as unidades com sua força máxima (e é o caso mais comum), temos aqui, uma situação equilibrada de combate marítimo sendo utilizados AVs em ambas linhas de frente.



    maritima-equilibrada.png

    Batalha equilibrada


    Ainda na aba ajuda, vamos entender como chegamos a estes números:


    Primeiro, é importante lembrar que os pontos generais que uma unidade vale são feitos a partir do recurso gasto para produzir essa unidade dividido por 50, essa informação será mais importante no futuro.


    11 LFs causam 463 de Dano em 11 AVs (vale lembrar que 4 LFs são destruídos pelos Porta Balões antes de atirar, por isso 11)


    Ou seja, após os tiros dos LFs, 11 AVs ficam com apenas 137 de vida, vale lembrar que a armadura não é perdida, apesar do grande dano os AVs mantém seus 24 de armadura.


    "Ah, mas porquê 2 LFs não atiram em 1 mesmo AV?"


    É difícil precisar quantos LFs atiram em exatamente quais lugares, mas a precisão serve como um pequeno guia, quanto menor a precisão, mais espalhados serão os tiros da unidade. Em resumo, a precisão é inversamente proporcional aos slots atacados (quanto menor a precisão, mais o ataque se dispersa entre os slots), se considerarmos que a linha de frente (no maior campo) tem 7 slots, podemos dizer que cada slot representa um pouco mais de 14% da precisão dos LFs, ou seja:


    Se a precisão de uma unidade for menor que 14% seus ataques se espalharão por todos os slots, no caso dos LFs são 20% de precisão, o que significa que eles têm 6 slots como alvo (30 AVs) e dão 11 tiros espalhados por 30 AVs, ou seja, a quantidade de LFs é inferior a quantidade de alvos, por isso eles não repetem tiros em uma mesma unidade. Se a precisão dos LFs fosse de 70% por exemplo, eles atirariam em apenas 2 slots, ou seja, 10 AVs, e aí sim atirariam em um mesmo AV duas vezes.


    Após isso, os Barcos Morteiros e os AVs atacarão as linhas de frente inimigas resultando em uma perda empatada com 15 AVs destruídos para cada lado. Note que diferente dos LFs, os AVs têm uma precisão extremamente alta (90%), por isso, destroem as unidades do centro para os cantos até não poderem mais atacar.


    Mas voltando a esta peculiaridade no ataque dos LFs e partindo dela, é que os LCs entram como heróis, pois apesar da precisão baixa, os LFs danificam muito seriamente 11 AVs em 6 slots, sendo que 9 ou 10 destes AVs danificados se encontram nos 5 slots do meio (por isso durante uma batalha a vida dos AVs nos cantos fica praticamente cheia) e partindo dessa ideia, é interessante lembrar outras características do Ikariam, mas sem muitas enrolações:


    A unidade que causar mais danos na linha, é a que assumirá esta linha, do meio para os cantos;


    Os LCs têm uma proporção no campo de batalha de 2,5 para 1 AV


    Tendo isso em mente, é interessante notar que o dano causado por 2,5 LCs (264) é maior que o dano causado por 1 AV (206), e por isso, quando você têm LCs e AVs no combate, os LCs assumem a linha.


    Desenvolvimento


    Mas, se os LFs são os primeiros a atacar a linha de frente, se o slot da linha de frente cabe 12 LCs, e se o dano extra causado a uma unidade é perdido, o que acontece quando você coloca apenas 1 slot de LCs no campo?


    A resposta, é uma excelente estratégia


    Quando você tem 6 Linhas de AVs e 1 linha de LCs, 2 dos tiros de LFs (que, como visto anteriormente, tem 463 de dano), atacam os frágeis LCs, com 219 de vida e 14 de armadura, e são facilmente destruídos com 1 tiro, porém todo o dano extra é simplesmente deixado de lado, e restam 10 LCs vivos neste slot contra 5 AVs vivos no slot adversário (porém 2 destes 5 AVs estarão muito danificados). Também é muito importante pra essa estratégia o fato da proporção na linha de frente (LCs vs AVs) se tornar 2 por 1, isso por que 2 LCs causam 211 de dano, que ainda é superior aos 206 de dano causado pelo AV, ou seja, mesmo com os abates os LCs ainda causarão mais danos nos AVs do que sofrerão, e além disso, eles serão mais resistentes na briga deste mesmo slot, pois 5 AVs apenas conseguem atacar metade dos LCs no slot, enquanto os LCs conseguem atacar todos os AVs do slot duas vezes.


    Após o confronto entre os dois slots, o slot com LC terá 5 LCs com vida completa, e 5 LCs extremamente danificados, já o slot dos AVs terá 3 barcos bem danificados, os 2 que sofreram os ataques dos LFs, são destruídos neste confronto.


    Em outras palavras, em uma simulação de 6 slots de AVs + 1 slot de LCs vs 7 slots de AVs:

    Um lado do combate terá 21 AVs com vida máxima, 9 AVs danificados e 10 LCs com vida máxima, contra 24 AVs com vida máxima e 11 AVs danificados, simulando o confronto entre as linhas de frente, o lado que tem LCs causará 8295 (6180 dos AVs + 2115 dos LCs) de dano ao lado que não tem LCs, enquanto o mesmo retribuirá com 7210 de dano, que é o dano causado pelos 35 AVs


    Esse desequilíbrio ainda se torna maior, pois as primeiras unidades atacadas pelos AVs, são justamente os LCs (que ocupam o slot do meio), e cada LC "consumirá" 2 ataques dos AVs para serem destruídos, o que significa que após a destruição dos LCs, 25 AVs do lado sem LCs terão de atacar 30 AVs do lado com LCs (do qual 9 estão danificados), enquanto 30 AVs do lado com LCs terão de atacar 33 AVs (do qual 11 estão muito danificados e 3 estão danificados) do lado sem LCs.


    O lado que não utilizou LCs tem ao todo 35 AVs, dos quais 2 serão mortos pela combinação LCs + LFs, 3 serão danificados pelos LCs e 9 estarão extremamente danificados pelos LFs, enquanto 21 AVs mantém sua vida máxima.


    O lado que utilizou LCs tem ao todo 30 AVs e 12 LCs, do qual 2 LCs serão destruídos pelos LFs e 9 AVs ficarão extremamente danificados pelos LFs, enquanto 21 AVs mantém sua vida máxima.


    Cada AV, com vida máxima, precisará de 4 ataques de AVs para ser completamente destruído, cada AV danificado por LFs precisará de 1 ataque de AV para ser completamente destruído, e cada AV danificado por LCs precisará de 3 ataques de AVs para ser completamente destruído.


    Agora, transcrevendo esse cálculo para os lados do combate, você tem que:

    O lado que utilizou LCs será completamente destruído após sofrer (10*2 ataques nos LCs + 21*4 ataques nos AVs de vida cheia + 9 ataques nos AVs Danificados por LFs) 113 ataques de AVs


    O lado que não utilizou LCs será completamente destruído após sofrer (21*4 ataque nos AVs de vida cheia + 9 ataques nos AVs danificados por LFs +3*3 ataques nos AVs danificados por LCs) 102 ataques de AVs


    Em outras palavras:

    Para destruir completamente o lado que usou LCs, você precisa dar 113 ataques com AVs;

    Para destruir completamente o lado que não usou LCs, você precisa dar 102 ataques com AVs.


    O Resultado, é mostrado na imagem abaixo



    Print-12-LCs.png

    Simulação 12 LCs


    Este é o primeiro fundamento que viabiliza o uso de LCs no combate, mas as coisas ficam ainda mais difíceis para os tradicionais AVs.


    Custos


    Para fazer um AV você precisa:

    400 de madeira, 800 de enxofre, 2 de população e 45 de ouro por hora


    Para fazer um LC você precisa:

    80 de madeira, 230 de enxofre, 4 de população e 25 de ouro por hora


    É válido lembrar novamente que os LCs tem uma proporção de 2,5 para AV no campo de batalha, então com seu preço faremos o mesmo.

    2,5 Lanças Chamas custam 200 de madeira, 575 de enxofre, 10 de população, e custam 62,5 de ouro por hora


    A avaliar estes custos, temos o seguinte:


    AVs gastam 200 a mais de madeira;

    AVs gastam 225 a mais de enxofre;

    LCs gastam 8 a mais de população;

    LCs gastam 17,5 a mais de ouro por hora.


    Efetividade


    Agora é chegada a hora de resgatar uma informação dada no começo da FAQ, onde eu falo que os pontos generais que uma unidade valem, são feitos a partir do recurso gasto para produzir essa unidade dividido por 50, e isso prejudica ainda mais nossos amigos AVs, pois onde eles tem maior custo é justamente em recurso, o que significa que eles valem mais generais.


    Você pode talvez questionar se não é melhor ter AVs ja que eles valem mais generais, mas a situação é exatamente oposta, pois 1 LC custa 310 recursos (vale 6,2 generais), enquanto 1 AV custa 1200 recursos (vale 24 generais), essa proporção não corresponde a proporção dos LCs e dos AVs no campo de batalha (2,5 por 1), o que significa que:


    Quando no slot do meio da linha de frente, morrerem 12 LCs de um lado, e 5 AVs do outro, o lado que utilizou LCs obtém ainda mais vantagem, pois dá mais dano no adversário. Isso acontece porque 5 AVs valem 120 generais, enquanto 12 LCs valem 74,4 generais, agora resgataremos o primeiro print, que mostra um combate com 30 AVs e 12 LCs contra 35 AVs, e faremos as contas efetivamente.


    O Lado que utilizou LCs perdeu 12 LCs e 10 AVs, enquanto o lado que não utilizou perdeu 16 AVs.


    Resumindo, o lado que usou LCs sofreu um total de (12*6,2 + 24*10) 314,4 de dano nos generais, concedendo 786 ofensivos/defensivos para o outro lado.


    Já o lado que não usou, sofreu um total de (24*16) 384 de dano nos generais, concedendo 960 de defensivos/ofensivos para o outro lado, a porcentagem de dano, considerando apenas a linha de frente é de 55% a 45%, favorecendo quem utilizou LCs.


    Variações


    Existem ainda variações desta mesma estratégia, utilizando 24, 36 ou 43 LCs, com pontos positivos e negativos entre elas, no geral, um uso maior de LCs (36) pode absorver mais ataques de LFs (2 por slot) e causar mais dos AVs sem sofrer muito dano de volta.



    Print-24-LCs.png

    Simulação 24 LCs



    print-36-LCs.png

    Simulação 36 LCs



    No caso dos 36 LCs, você não destrói 16 AVs do outro lado, somente 15, porém tem as suas perdas bem menores que nas demais formações, e com certeza é a formação com o melhor aproveitamento de dano, mostrado no cálculo a seguir:


    24 LCs em campo:

    22 LCs + 5 AVs vs 16 AVs

    256.4 vs 384 generais

    40% vs 60% no dano


    36 LCs em campo:

    31LCs + 1 AV vs 15 AVs;

    216.2 vs 360 generais;

    37% vs 63% no dano


    Execução


    Cada variação da estratégia dos LCs Tank tem lados positivos e negativos, e aqui você aprenderá esses pontos, e como se adaptar a eles.


    O primeiro ponto negativo de todas as estratégias é o próprio custo em população e ouro dos LCs.

    O segundo ponto negativo de todas as estratégias é o fato de que você precisará mandar LCs constantemente para se manter dando cada vez mais danos.

    O terceiro ponto negativo da estratégia de 24 e 36 LCs, além de custos maiores em população e ouro, é o fato de nem todos os LCs serem destruídos, o que força você a ter de retirá-los manualmente, e "congela" muitos pontos de ação no tempo de retirada, o que pode ser um problema.


    Pensando nisso, foi desenvolvido pelo Gaelll (sim, eu mesmo) uma variação que dure mais tempo, não congele ponto de ação e nem gaste tanto quanto as estratégias de 24 e 36 LCs. Apesar de ser mais cara que a de 12, é muito mais efetiva e se trata da estratégia dos 43 LCs, ela tem alguns pontos positivos bem interessantes.

    O primeiro ponto positivo é que assim como a estratégia dos 12 LCs ela não congelará pontos de ação.

    O segundo ponto positivo é que com ela você não precisará enviar LCs de 15 em 15 minutos, mas sim de 30 em 30 minutos, ou seja, ganho de tempo.


    Efetivamente, os 43 LCs encherão 3 linhas do campo de batalha, e ficarão com 7 na reserva, e como visto na estratégia dos 36 LCs, sobram 5 LCs vivos no round, esses 5, serão somados aos 7 da reserva, e farão uma nova linha completa que lutará mais um round aplicando o dano da estratégia dos 12 LCs, e aí serão destruídos completamente, devolvendo o ponto de ação sem necessidade de retirada, e durando o dobro do tempo.

    Para comparar a estratégia dos 43 LCs com as demais, é necessário aplicar as outras em 2 rounds seguidos, para que durem tanto quanto essa, o que significa que antes mesmo do cálculo de dano, a estratégia dos 43 LCs ja tem vantagem sobre as demais pelo tempo de duração.


    12 LCs em campo duas vezes:

    24 LCs + 20 AVs vs 32 AVs

    628,8 vs 768 generais

    45% vs 55% de dano


    24 LCs em campo por duas vezes:

    44 LCs + 10 AVs vs 32 AVs

    512.8 vs 768 generais

    40% vs 60% no dano


    36 LCs em campo por duas vezes:

    62 LCs + 2 AV vs 30 AVs

    432.4 vs 720 generais

    37% vs 63% no dano


    43 LCs em campo uma vez:

    43 LCs + 11 AVs vs 31 AVs

    530.6 vs 744 generais

    41% vs 59% no dano


    Conclusão


    Não existe uma formação certa ou errada para utilizar a estratégia dos LCs Tank, o que existem, são condições onde uma é mais aplicável e viável do que outra, porém caso tenha todos os recursos, população, ouro, pontos de ação e tempo necessários, a mais efetiva é a de 36 LCs, sendo a mais versátil (adaptativa), a de 43 LCs. A única certeza nesta FAQ, é que quem não utilizar os LCs, vai invariavelmente ficar para trás se comparado a quem utilizar corretamente qualquer uma das diferentes versões desta estratégia, que pode ser aplicado a qualquer combate de campo grande.

    O tópico permanecerá aberto para que dúvidas possam ser respondidas.


    Créditos:


    Guia idealizado e desenvolvido por Gaelll - março de 2020;

    Agradecimentos especiais a Mofilus - Contribuição com Print;

    Agradecimentos especiais a Nevoa - Combates que serviram de análise das diferentes versões da estratégia;
    Agradecimentos especiais a Ghost Man e Lilica - Múltiplas revisões da FAQ junto ao Gaelll.

  • Eu fiquei apaixonada por esse metagaming desde o início, ele ficou "assando" um bom tempo né?

    abordagem perfeita do LC e é uma leitura obrigatória para todos que estão envolvidos nesse jogo. É por essas e algumas outras coisas que estamos aqui na luta por dias melhores.

    Pessoas o trabalho que isso dá é incalculável e o melhor de tudo que não é para mostrar o saber e sim dar a vocês o prazer de ler algo como isso. Conhecimento que se distribui isso sim faz sentido.


    Aproveitem!


    Gaelll parabéns! E a todos aqueles que o ajudaram de alguma forma Obrigada!

    Sem-T-tulo-1.png


    “Crie algo que as pessoas queiram compartilhar.”John Jantsch

  • Parabéns pela explicação, muitos ainda no jogo não entendem ou possuem conhecimento do uso dos lança chamas e agora teremos base para repassar e implementar essa estratégia.


    Ficou ótimo!

    :mal:

  • Primeiro Parabéns Gaelll , ficou show!!


    Imagino o trabalhão que tu teve pra transcrever isso tudo.


    Apesar de entender tudo desde o início, estava chegando no fim e pensando: "blz, mas cadê a grande vantagem, porque ficar enviando LC a toda hora em uma guerra é necessário um tempo livre do caramba, sem falar nos custos de ouro e população", mas aí tu me sai com essa:

    Efetivamente, os 43 LCs encherão 3 linhas do campo de batalha, e ficarão com 7 na reserva, e como visto na estratégia dos 36 LCs, sobram 5 LCs vivos no round, esses 5, serão somados aos 7 da reserva, e farão uma nova linha completa que lutará mais um round aplicando o dano da estratégia dos 12 LCs, e aí serão destruídos completamente, devolvendo o ponto de ação sem necessidade de retirada, e durando o dobro do tempo.

    Para comparar a estratégia dos 43 LCs com as demais, é necessário aplicar as outras em 2 rounds seguidos, para que durem tanto quanto essa, o que significa que antes mesmo do cálculo de dano, a estratégia dos 43 LCs ja tem vantagem sobre as demais pelo tempo de duração.

    Reconheço humildemente que tu provou por A + B que nesse cenário específico, os LCs são mais efetivos. Parabéns!!


    Porém, sim sempre há um porém, essa estratégia em uma guerra onde tem vários ataques ocorrendo em ambos os lados, se torna bem difícil de ser implementada e sustentada. Creio que no x1 é bem mais simples de implementar e com certeza dará uma bela vantagem.


    Parabéns mais uma vez pelo trabalho e dedicação.


    Abs

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.

  • Porém, sim sempre há um porém, essa estratégia em uma guerra onde tem vários ataques ocorrendo em ambos os lados, se torna bem difícil de ser implementada e sustentada. Creio que no x1 é bem mais simples de implementar e com certeza dará uma bela vantagem.

    na verdade não TonyStark .... quanto mais batalhas, melhor seria, desde q tenha os LCs já prontos como de costume ou q consiga produzir o suficiente para enviar sempre, pois em questão de danos, vc logando a cada 15min pra enviar LC em diversas batalhas será mais eficaz do q enviar em somente 1 batalha, isso seria facilmente notado em um desafio de guerra com prazo estipulado...

  • Porém, sim sempre há um porém, essa estratégia em uma guerra onde tem vários ataques ocorrendo em ambos os lados, se torna bem difícil de ser implementada e sustentada. Creio que no x1 é bem mais simples de implementar e com certeza dará uma bela vantagem.

    na verdade não TonyStark .... quanto mais batalhas, melhor seria, desde q tenha os LCs já prontos como de costume ou q consiga produzir o suficiente para enviar sempre, pois em questão de danos, vc logando a cada 15min pra enviar LC em diversas batalhas será mais eficaz do q enviar em somente 1 batalha, isso seria facilmente notado em um desafio de guerra com prazo estipulado...

    Situação hipotética, contudo bem comum no ikariam de hoje.


    Guerra entre duas alys muito bem preparadas (com generais altos e estoque a pronta entrega).

    Ataques ocorrendo em uma região específica do mapa, em média 10 jogadores de cada lado nessa região (porque estou sendo bem generoso, normalmente é mais do que isso em ambos os lados).

    Diversas móveis, no mínimo metade dos jogadores de cada lado terá sua móvel, o que teremos em média (sendo novamente generoso) 12-15 batalhas ocorrendo ao mesmo tempo.

    Batalhas gigantes que estão sendo alimentadas com os generais a pronta entrega, lembra? Coisa de acima de 100 rounds fácil, fácil. O que significa que as batalhas ocorrem 24h do dia, sem pausa (levando em conta que o Colosso não é utilizado ou que é quase improvável que se ative Colosso em todas as batalhas ao mesmo tempo).


    Posto o cenário, não consigo enxergar forma de se manter essa estratégia, mesmo usando a de 30min (considerando é claro, LCs disponíveis em uma cidade próxima - afinal temos que contabilizar também o tempo de viagem - , pontos de ação suficientes para manter a estratégia e claro, tempo disponível do jogador em questão, inclusive na madrugada, ou como preferir, no momento em que ele não estiver logado - até hoje desconheço alguém 24h logado e ativo).


    A estratégia é sensacional, mas implementá-la em uma guerra de fato, é uma tarefa quase impossível.


    Abs


    PS Emilia , acho que esse tópico vai te interessar.

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.

  • De nada querida. TMJ!

    A estratégia é sensacional, mas implementá-la em uma guerra de fato, é uma tarefa quase impossível.

    Reforço que isso não é uma crítica à estratégia e/ou muito menos desprezo pelo trabalho do autor em criar a FAQ. Realmente acho que ela ficou sensacional e é válida em uma situação específica, como por exemplo, um x1.

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.

  • não consigo enxergar forma de se manter essa estratégia

    Os prints foram produzidos durante combates entre 3 alianças com diversos combates simultâneos, uma situação bem semelhante ao que você comentou

    inclusive, caso verifique os combates, verá que eles são de lugares diferentes e de lados diferentes

    vale lembrar que você não precisa manter os LCs TODOS os rounds, mas cada round que você tiver LCs, vc vai dar mais dano, enquanto que cada round sem LCs, o dano vai ser equilibrado


    não ter LCs não é problema, mas cada vez que você os encaixa em 1 round, você da mais dano naquele round e melhora o dano do combate como um todo

    você não PRECISA mandar LCs todo round

    mas, se você não mandar, e o seu adversário mandar, ele vai estar na vantagem

    essa é a disputa

  • Entendi carapálipa. De novo, muito obrigado pelo trabalho e por compartilhar.

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.

  • você da mais dano naquele round e melhora o dano do combate como um todo

    só uma correção, na vdd vc recebe menos dano, só no caso de quando fica 1slot de LC q vc causa mais dano, mas o q da diferença de vdd no dano é a questão de receber bem menos :D

    Guerra entre duas alys muito bem preparadas (com generais altos e estoque a pronta entrega).

    Ataques ocorrendo em uma região específica do mapa, em média 10 jogadores de cada lado nessa região (porque estou sendo bem generoso, normalmente é mais do que isso em ambos os lados).

    Diversas móveis, no mínimo metade dos jogadores de cada lado terá sua móvel, o que teremos em média (sendo novamente generoso) 12-15 batalhas ocorrendo ao mesmo tempo.

    Batalhas gigantes que estão sendo alimentadas com os generais a pronta entrega, lembra? Coisa de acima de 100 rounds fácil, fácil. O que significa que as batalhas ocorrem 24h do dia, sem pausa (levando em conta que o Colosso não é utilizado ou que é quase improvável que se ative Colosso em todas as batalhas ao mesmo tempo).

    descreveu a atualidade das guerras no ikairam, hj em dia estranho é se não for assim kkk

    Posto o cenário, não consigo enxergar forma de se manter essa estratégia, mesmo usando a de 30min (considerando é claro, LCs disponíveis em uma cidade próxima - afinal temos que contabilizar também o tempo de viagem - , pontos de ação suficientes para manter a estratégia e claro, tempo disponível do jogador em questão, inclusive na madrugada, ou como preferir, no momento em que ele não estiver logado - até hoje desconheço alguém 24h logado e ativo).

    a distância da cidade não importa muito, contando q a batalha dure o suficiente para os LCs chegarem, a questão é o volume de LCs q entram, o lado q aplicar maior quantia de LCs usando essa estratégia tem vantagem no final, não esquecendo q pontos podem ser usados de ocupações ou posicionamento, não precisa ser específicamente de sua própria cidade, e por último a questão de horário é organização, se tiver o cara da madruga e o cara do dia já ta ok, se não tiver tbm não tem problema, como foi dito pelo Gaelll não precisa usar todo round, só o máximo possível.

    A estratégia é sensacional, mas implementá-la em uma guerra de fato, é uma tarefa quase impossível.

    quase impossível não, difícil sim, precisa de organização, ou seja, um bom general pra liderar seus players em batalhas de forma organizada, e não somente mandando barcos e esquecendo do restante.


    **PS: aguardando os dos subs kkkkk

  • Minha análise foi considerando 1 player que vai usar essa estratégia nas batalhas que entrar e mantendo todos os rounds com LC em campo.


    Não tinha imaginado a situação de revesamento e muito menos que não necessitava ter LC em todos os rounds.


    Na verdade, IMHO, o nome da estratégia não deveria ser LC Tank e sim Menor Dano. Afinal, o objetivo de toda a explicação é dizer que quem a utilizar receberá menos danos que quem não usar, independente se o RC será verde ou vermelho.


    Abs

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.

  • só uma correção, na vdd vc recebe menos dano, só no caso de quando fica 1slot de LC q vc causa mais dano, mas o q da diferença de vdd no dano é a questão de receber bem menos :D

    Se checar o print da simulação com 12 LCs, verá que o lado sem LCs perdeu 16 AVs

    eu sei que existe o argumento de que se você usar uns 80 reparadores no lado sem LCs, morrem 15 ao invés de 16, mas não tenho prints que comprovem isso, e como o caso mais comum de uma batalha marítima é você usar menos de 80 reparadores em um mesmo combate (por motivos óbvios), assim considerei.

    Eu quero fazer ainda uma faq focada nos médicos e nos reparadores, e aí devo estudar essa tática (MUITOS reparadores) para amenizar os LCs Tanks (em todas as formações), mas na situação atual, a faq esta correta.

    Edit: Se tiver algum print com 12 LCs sendo usados em um lado, e 15 AVs sendo perdidos no outro (com o lado sem LCs tendo 80+ reparadores), pode postar aqui? informação é útil pra todo mundo

  • Estava editando a antiga mensagem pra te responder, mas descobri que não posso mais por causa do tempo (zzzz)

    O que eu ia dizer é que Lança Chamas e menor dano acabaria em um nome sem graça u.u.

    Agora sem meme, o Lança Chamas realmente tanka, pq ele "puxa" (aggro) muitos ataques de AVs e LFs para si por ocupar o slot do meio.

    Os LCs que receberam ataque de LF, fazem todo o dano extra ser perdido, e os que recebem dano de AV, precisam ser atacados 2x até serem destruídos.

    Em outras palavras, mesmo que 12 LCs custassem o mesmo que 5 AVs, você ainda receberia menor dano caso usasse LCs, eles de fato tankam mais.

    Na formação de 12 LCs por exemplo (a menos efetiva), o lado com LCs perde 12 LCs e 10 AVs, enquanto o lado sem LCs perde 16 AVs.

    Se 12 LCs custassem 120 generais (o mesmo que 5 AVs), cada LC custaria 10 generais. ou seja, o lado com LCs perderia 12*10 + 10*24 (120+240=360) generais, e o lado sem LCs perderia 16*24 (384) generais.

    Claro, a diferença seria pequena, mas ela aumenta conforme você muda a formação e adiciona mais LCs.

    Vale lembrar que 16 AVs são destruídos nessa formação pq LCs causam mais dano que AVs, alias, é por isso que eles assumem a linha de frente em 1o lugar.

  • Eita, ansioso por essa FAQ médicos e reparadores...

    Já fiz alguns testes, mas tudo em pequena escala porque sou pequeno kk

    platao-sign.png

    "Vencer a si próprio é a maior das vitórias".

  • Eu entendi os cálculos e não tiro o mérito não.

    Só acho que o objetivo final é receber menos dano que o adversário (que não é a mesma coisa que causar mais danos que o adversário)

    E no fim, se o RC foi vermelho não importa, afinal o objetivo da estratégia não é vencer a batalha e sim receber menos danos. É uma estratégia válida para quem gosta. Segue o jogo.

    sign-2.png

    No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz.